Cabo Verde

Cabo Verde

Cabo Verde tem vindo a desenvolver um conjunto de estratégias e acções que lhe permitirão alcançar uma boa parte das metas traçadas nos Objectivos de Desenvolvimento do Milénio (ODM). No entanto, o ritmo da tendência de evolução é muito diferente a nível de municípios. A pobreza tem maior incidência sobre o meio rural do país e afecta em particular as famílias chefiadas por mulheres (33% contra 21% das famílias chefiadas por homens). O desempenho e o nível de educação têm sido determinantes neste campo.

Conhecer o trabalho prático da Associação Atelier Mar é uma experiência inspiradora porque revela o impulso que pequenos estímulos podem dar às populações mais desfavorecidas. Neste caso concreto, o empenho do Atelier Mar está na ajuda à construção de casas para que as pessoas não vivam nas ruas com os seus filhos. O projecto tem como alvo principal as mulheres que tomam conta das suas famílias. Damos a conhecer na primeira pessoa esta realidade.

Apesar dos progressos e das metas já alcançadas, o país enfrenta importantes desafios na área da Saúde Reprodutiva e da violência sobre mulheres e crianças. Através dos programas do Fundo das Nações Unidas para a População (UNFPA), apercebemo-nos de como é o dia-a-dia das populações mais jovens, quer em Santiago, quer na Ilha de São Vicente. Gravidez adolescente, mortalidade infantil, saúde das mães e dos bébés são temas abordados nesta passagem.

Na ilha de Santiago, conhecemos a história exemplar de uma mulher que está à frente de um negócio bem sucedido, criado com o microcrédito financiado pela Associação Morabi. Os seus dotes de pasteleira e a sua capacidade de trabalho e de empreendedorismo tiraram a fome à família inteira. Em sua casa, todos fazem bolos, dia e noite, durante a semana e ao fim de semana. Em Santiago, não há quem não conheça a Dona Estela! Um exemplo de como uma pequena ajuda pode ser o suficiente para erguer um grande negócio, ajudando a erradicar a fome e a pobreza (1º ODM), a promover a igualdade de género e a capacitação das mulheres (3º ODM). A este nível, o trabalho da Associação Morabi junto das mulheres cabo-verdianas é um impulso ao desenvolvimento do arquipélago.

Na Cidade da Praia, conhecemos dois jovens incansáveis que se dedicam a tomar conta dos meninos vulneráveis de Cabo Verde. Através da Associação ACRIDES, Rute e Alberto levam a educação às ruas, dando a mão a centenas de crianças e jovens em situação de risco. Rute e Alberto servem de exemplo para quem recebe e para quem, um dia, gostaria de fazer o mesmo que eles, contribuindo para combater as desigualdades sociais. Os testemunhos de alguns destes meninos são muito elucidativos.

Apesar da pobreza ter reduzido nos últimos cinco anos, a fome ainda atinge 25% da população cabo-verdiana e muitas crianças, por terem fome, não frequentam a escola.O desemprego, em Cabo Verde, atinge cerca de 20% da população. Muitos pais debatem-se pela procura de meios de sobrevivência, deixando as crianças entregues a si próprias. O infantário Mini-black é uma iniciativa da Associção Juvenil Black Panthers e dá a muitas crianças a única refeição do dia. A Dona Gregória é quem toma conta da cozinha e todos os dias prepara com muito amor as refeições para os meninos do infantário.

Todos os conteúdos desta página de internet não são escritos segundo as regras do novo Acordo Ortográfico.