Um tecto, uma vida
Série II - PROGRAMA 7 - 2011

Um tecto, uma vida

Zé Carlos fez nove anos e os poucos brinquedos que tem estão guardados ainda nas caixas, penduradas na parede do quarto dos seus pais. A viver numa casa cujo tecto não está totalmente construído, Zé Carlos receia que a chuva estrague os seus carrinhos ou as bonecas da sua irmã. O seu sonho, não o esconde, é “estudar” e viver numa casa “bonita”. Uma casa “bonita” para o Zé Carlos é uma casa com cozinha, casa de banho e um tecto. Apenas isso.

Na pequena localidade pesqueira de São Pedro, em Cabo Verde, são muitas as famílias carenciadas que ainda vivem em casas com poucas condições de habitabilidade. Uma realidade que Maria Miguel, carinhosamente tratada por “Mami”, está empenhada em mudar com a organização não-governamental Atelier Mar. A associação nasceu em 1979 e actualmente está espalhada por várias ilhas do arquipélago de Cabo Verde.

Assim que Maria Miguel confirmou à mãe de Zé Carlos, Jaqueline, que a sua família iria receber o apoio da ONG Atelier Mar, a notícia não podia ter sido recebida com mais entusiasmo. Jaqueline começou logo a “catar cascalho” – juntar inertes – para depois misturar com o cimento para construir as divisões que faltam à sua casa. “É o que mais quero na minha vida!”, diz a mãe de Zé Carlos. O marido trabalha na construção, mas o que ganha é insuficiente para sustentar a família.

Também Itá, com cinco filhos, foi seleccionada para receber o apoio da ONG de Maria Miguel. O marido é pescador. Mas o mar nem sempre lhes traz o sustento necessário, por isso a casa ainda está por concluir. Os filhos têm de dividir o mesmo quarto e colchão. Sem casa de banho, lavam-se apenas com a água que colocam num balde. O resto da higiene diária é feito fora de casa.

As famílias de Itá e Jaqueline vivem em condições que muitos, nos países desenvolvidos, considerariam inaceitável. Mas, apesar de todas as dificuldades, não baixam os braços. Maria Miguel reconhece-lhes a determinação: “São pessoas que, se forem ajudadas, são capazes de se ajudar a si próprias.” Acrescenta: “É com esta gente que se faz um Cabo Verde melhor.” Quando se apoia uma mulher, está a apoiar-se uma família, uma comunidade, um país.

Cabo Verde aceitou o desafio lançado pela ONU em 2000, e desde então tem vindo a consolidar, desenvolver e implementar um conjunto de acções, que lhe permitirá em 2015 estar relativamente confortável em relação ao cumprimento dos Objectivos de Desenvolvimento do Milénio. No entanto, o combate à pobreza continua a ser um dos grandes desafios que o país enfrenta para cumprir uma das metas do Milénio.

Contacto Atelier Mar: + 238 232 82 71

Todos os conteúdos desta página de internet não são escritos segundo as regras do novo Acordo Ortográfico.
Fotografias:
  • São Pedro é uma pequena localidade pesqueira da ilha de São Vicente, em Cabo Verde. Nesta povoação vivem muitas famílias ainda sem uma habitação condigna, que a ONG Atelier Mar tenta apoiar.
  • Zé Carlos tem nove anos e nunca viveu numa casa com quarto de banho, cozinha e um tecto que o proteja da chuva. Os poucos brinquedos que tem estão pendurados na parede do quarto dos pais para a água da chuva não os estragar.
  • Zé Carlos e a irmã aguardam pelo fim da construção da sua casa para poderem finalmente brincar com os seus carrinhos e bonecas.
  • Jaqueline diz que o seu maior sonho é ter a sua casa concluída. Quando isso acontecer, vai fazer um “grelhado” para comemorar com os filhos e o marido.
  • Todos os anos, a ONG Atelier Mar selecciona algumas famílias de São Pedro, que passa a apoiar no que mais necessitam. Maria Miguel é aqui tratada carinhosamente como “Mami”.
  • Sempre que chove, Itá e os seus filhos têm de ir dormir a casa de familiares ou amigos. A sua casa não tem tecto, nem quarto de banho.
  • A filha mais velha de Itá deixou de poder ir à escola, porque a família não tinha condições para pagar o seu transporte e o material escolar. A ONG Atelier Mar está a tentar que isso não se repita com as outras crianças desta família.
  • Foi a própria Jaqueline que juntou os inertes para a construção da sua casa. Cada centímetro de parede aqui é resultado de muito sacrifício.
  • O Zé Carlos e a irmã já construíram uma casota para o seu cão. Agora esperam que a ajuda da ONG Atelier Mar também lhes dê a eles um verdadeiro tecto.